Visitei

Aquele mesmo quarto que não existia reecriei  as mesmas historias so para contar novamente pra mim mesmo,

viajem na margem da linha do tempo,

um canivete na mão e alguns quadrinhos procurei por você por todas as dimenções

evadi de mim aquele velho quarto da mafia que apenas nós podiamos encontrar nós morremos ali

mas ainda vivemos sobre todos os outros que ousam não nos ententender eu perdi algo ali mas quem perdeu mais foi você eu sei que foi pois salas recursos

velas e castiçais são apenas a reciproca troca que o destino nos traz pelo erros que cometi que na verdade foram seus eu aceitei retrocedi no tempo e continuo a dizer que são meus não a culpa sobre mim ,

mas concerteza tu vais entender que a muda da planta que cresce no peito não brota mais de uma vez. o sentimento é unico conviver fora dele é um passaro ao mundo bem você pode entender nem você tem certeza ainda do que fez eu sinto eu sei  eu sou tudo e todos os olhos vidrados em você na rua quando passa te observo pelo sol pela lua e talvez pelos boeiros

quando  posso não podes fugir um dia a de voltar um dia a de ficar mais um dia e sentir oque você realmte deseja.

Uma resposta to “Visitei”

  1. Luana Ayres Says:

    Teus textos são muito lindos, como sempre. Gosto muito do teu blog.
    Então, marquei você numa Tag para te conhecer um pouco melhor, mas fique tranquilo caso não queira participar! 🙂
    Abraços, parabéns pelo blog!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: